Membros do programa

AGUINAGALDE, F. Borja de
Correspondente da Real Academia de la Historia. Responsável pelo Servicio de Archivos y Patrimonio Documental do Departamento de Cultura del Gobierno Vasco (desde 1986). Além de dirigir outras iniciativas relevantes para este Grupo de Trabalho (www.snae.org), organizou cerca de 40 arquivos de família (séculos XIV-XX). Especialista na história social e familiar guipuscoana do Antigo Regime. Na actualidade, desenvolve um vasto inquérito sobre a distinção, identidade e visibilidade social, com base no estudo do comportamento de 250 famílias entre os séculos XV e XVIII.

APARICIO ROSILLO, Susana
Doutora em História medieval pela Universidade Publica de Navarra, onde realiza actualmente um pós-doutoramento como investigadora associada ao programa «Espaces de la mémoire. Les cartulaires royaux de Navarre : construction et expression du pouvoir». Os seus campos de pesquisa centram-se na articulação entre redes sociais da aristocracia entre o Adour e os Pirinéus no período que precede imediatamente a guerra dos Cem Anos, particularmente nas famílias d’Outre-Ports e da Baixa Navarra. Trabalha actualmente nos arquivos de família da família de Gramont.

BARRAQUÉ, Jean-Pierre († 2013)
Catedrático de História Medieval na Universidade de Pau y los Países del Adour. Especialista em documentação ibérica e bearnesa, os seus trabalhos e publicações incidem essencialmente sobre as sociedades urbanas, a resolução de conflitos e os discursos políticos na Península Ibérica e Pirenéus. Actualmente encontra-se a investigar o inventário do arquivo do Vizcondado de Castelbon.
v. CV resumido em item.univ-pau.fr
http://item.univ-pau.fr/live/digitalAssets/93/93003_Barraque_jean_pierre.pdf

BIDOT-GERMA, Dominique
Mestre de conferências em História medieval da Université de Pau. As suas investigações centram-se na história do direito, do notariado e dos notários, bem como nas sociedades rurais, o Béarn. Dizem também respeito à história da Gascogne e das suas relações com a Península Ibérica.
Ficha no site do ITEM:
http://item.univ-pau.fr/live/digitalAssets/27/27384_dominique_bidot_germa.pdf

CHAREYRE, Philippe
Professor de História moderna na Université de Pau. Além da história do protestantismo na França meridional, as suas investigações versam as relações entre política e religião no Béarn, os fenómenos de fronteiras religiosas e de coexistência, à historiografia antiga do reino de Navarra ou aos inventários de arquivo.
Ficha no site do ITEM:
http://item.univ-pau.fr/live/digitalAssets/121/121809__Chareyre5_CV.pdf

DACOSTA, Arsenio

Doutor em História Medieval e Mestre em Antropologia pela Universidad de Salamanca.
Professor-tutor do Centro Asociado de la UNED em Zamora.
A sua principal linha de investigação centra-se no estudo da nobreza castelhana, as bases do seu poder e o seu universo mental, incluindo o fenómeno da produção documental e a escrita nobiliária. Participa no projecto de investigação De la Lucha de Bandos a la Hidalguía Universal: transformaciones sociales, políticas e ideológicas en el País Vasco (siglos XIV-XV) e do Grupo de Investigación Consolidado del Gobierno Vasco Sociedad, Poder y Cultura (siglos XIV-XVIII).
A informação sobre as suas publicações e actividade no grupo pode encontrar-se em
http://www.medievalmodernaamerica.ehu.es/s0156-gispchom/es/

DÍAZ DE DURANA ORTIZ DE URBINA, José Ramón
Professor catedrático em História Medieval no Departamento de Historia Medieval, Moderna y América da Universidad del País Vasco, Facultad de Letras de Vitoria.
A sua tese de doutoramento versou o tema Álava en la Baja Edad Media: Crisis, recuperación y transformaciones socioeconómicas (c. 1250-1525), orientada pelo professor José Ángel García de Cortázar e publicada em Vitória em 1986.
Os seus trabalhos estão orientados para o estudo da economia, da sociedade e das instituições da Baixa Idade Média no País Basco e, nos últimos anos, na região da cornija cantábrica.
A informação sobre as suas publicações e actividades pode encontrar-se em 
http://www.medievalmodernaamerica.ehu.es/s0156-gispchom/es/


GÓMEZ FERRER, Maria Pau
Licenciada em História Geral e Geografia pela Universidade de Barcelona. Em Maio de 1998 foi contratada pela Generalitat de Catalunya para assumir a direcção do Archiu Generau d’Aran e passou a fazer parte do corpo de arquivistas titulares superiores da administração catalã.
Membro efectivo da Seccion d’Istòria der Institut d’Estudis Aranesi.
Membro do comité de gestão do Grup d’Arxivers de Lleida (GALL).
No contexto da Colecção ‘Quadèrns der Archiu’ publicou em 2010 um trabalho com o título ‘Era documentacion patrimoniau e familiara aranesa’, onde, seguindo as Normas de Descrição Arquivística da Catalunha, se elencam todos os arquivos de família (sécs. XVI-XIX) depositados no Archiu Generau d’Aran.
Mais detalhes em: http://xac.gencat.cat/ca/llista_arxius_comarcals/val_d_aran/ , http://www.cultura.conselharan.org/content/view/235/184/lang,catalan/
Contacto: mpgomezf@gencat.cat

GONZÁLEZ ZALACAIN, Roberto J.

Doutor em História Medieval (Universidad de La Laguna, 2009), licenciado em Antropologia Social e Cultural (UNED, 2013) e Especialista Universitário em Arquivística (UNED-Fund. Carlos de Amberes, 2009).
Tem desenvolvido a sua investigação em torno dos seguintes eixos : a família em Castela na Baixa Idade Média, com especial atenção para a vertente conflitual das relações familiares, o conflito e a violência na Castela do final da Idade Média, o processo de colonização das ilhas Canárias após a sua incorporação na Coroa castelhana e a organização dos arquivos de família.

GOULET, Anne
Arquivista-paleógrafa diplomada pela l’École nationale des chartes, directora dos Archives départementales des Pyrénées-Atlantiques, interessa-se pela constituição do Trésor des chartes de Pau e pelos inventários modernos correspondentes aos diversos fundos que o compõem. Colaborou no programa de investigação sobre os Cartulários dos reis de Navarra (2008-2010) e debruçou-se mais particularmente sobre os arquivos do reino de Navarra conservados em Pau.

HERREROS LOPETEGUI, Susana
Doutora em História. As suas investigações têm-se centrado no âmbito da História Medieval de Navarra e, especialmente, no estudo da Navarra de Ultrapuertos ou Baixa Navarra. O seu doutoramento foi publicado com o título Las Tierras Navarras de Ultrapuertos (1998). Também tem colaborado com a UPNA em vários projectos, tais como: a catalogação do fundo medieval da Cámara de Comptos e o estudo dos Cartulários Reais de Navarra. É chefe da Secção de Gestão do Património Documental do Governo de Navarra e responsável pela direcção do Archivo de la Administración de la Comunidad Foral.

LAMAZOU-DUPLAN, Véronique
Professora titular de História Medieval na Universidade de Pau y los Países del Adour. Coordenadora científica do grupo “Arquivos de Família na Península Ibérica”. Os seus trabalhos centram-se na história urbana (elites urbanas de Toulouse, vida quotidiana e familiar, historiografia urbana de finais da Idade Média e particularmente durante o século XVI. Coordenou a edição das actas do Colóquio Ab urbe condita… Fonder et refonder la ville : récits et représentations, Presses de l’UPPA, 2011). Na última década tem estudado também a relação entre os arquivos e a escrita da história nos territórios de Foix-Béarn e no reino de França (sobretudo a Historiografia Fébusiana) e em Navarra (no âmbito dum grupo de investigação sobre os Cartulários dos Reis de Navarra, Fundos comuns Aquitânia/Navarra (2008-2010); directora da edição do Cartulaire dit de Charles II roi de Navarre, col. CODHIRNA, ed. Principe de Viana, 2010; e co-directora, com E. Ramirez Vaquero, do livro Cartulaires médiévaux. Écrire et conserver la mémoire du pouvoir, le pouvoir de la mémoire, Presses de l’UPPA, 2013).
V. CV em item.univ-pau.fr
http://item.univ-pau.fr/live/digitalAssets/120/120283_LamazouDuplan__V_fevrier2013.pdf

LEMA PUEYO, José Ángel de
Professor Titular de História Medieval no Departamento de Historia Medieval, Moderna y América da Universidad del País Vasco, Facultad de Letras de Vitoria.
Nos últimos anos tem vindo a trabalhar sobre documentação histórica e diplomática medieval do País Basco, estando especialmente interessado nos contornos e efeitos da produção documental.
Faz parte do projecto de investigação De la Lucha de Bandos a la Hidalguía Universal: transformaciones sociales, políticas e ideológicas en el País Vasco (siglos XIV-XV) y del Grupo de Investigación Consolidado del Gobierno Vasco Sociedad, Poder y Cultura (siglos XIV-XVIII).
A informação sobre as suas publicações e actividades no grupo pode encontrar-se em 
http://www.medievalmodernaamerica.ehu.es/s0156-gispchom/es/

LEME, Margarida
Licenciada em História, com o curso de especialização de Bibliotecária-Arquivista, responsável pelo Arquivo da Imprensa Nacional – Casa da Moeda (Lisboa), é actualmente doutoranda de Arquivística Histórica e membro do Instituto de Estudos Medievais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Os seus interesses situam-se na área da história da família e dos arquivos de família.

MIKES JANI, Tünde
É doutora em História e professora titular na área de História do Direito na Universidade de Girona.
As suas mais recentes linhas de investigação e publicações centram-se na história das sociedades de montanha, da gestão dos seus recursos naturais e do seu sistema familiar. A partir da consulta de arquivos familiares catalães aprofundou o estudo do direito familiar e privado da Catalunha em geral e dos vales pirenaicos em particular. Entre 2006 e 2009 foi coordenadora e investigadora principal da Catalunha na rede temática RESOPYR. A partir do ano 2002 participou em congressos e seminário nacionais e internacionais e publicou várias obras sobre o habitat, a sociedade e família pirenaica.
Mais detalhes em:  http://www.udg.edu/tabid/8656/ID/53554/AP/1320/language/%5Blanguage%5D/default.aspx
Contacto:    Tünde MIKES JANI
 
MORA, Juan Carlos
Doutorando em História Moderna. Mestre em Gestão de Recursos Culturais.
Fundador e director das sociedades Ereiten KZ, SL y KultourIncoming Service, SL.
As suas investigações, centradas no princípio da Idade Moderna, giram em torno das linhas de força que atravessam as relações entre as elites de poder bascas, detendo-se na sua produção documental.

MUNITA LOINAZ, José Antonio
Professor Titular de História Medieval no Departamento de Historia Medieval, Moderna y América da Universidad del País Vasco, Facultad de Letras de Vitoria.
Entre as suas linhas de investigação passadas encontra-se o estudo do monacato cisterciense e nos últimos anos trabalha sobre documentação histórica e diplomática medieval do País Basco (1997-2009). Faz parte do projecto de investigação De la Lucha de Bandos a la Hidalguía Universal: transformaciones sociales, políticas e ideológicas en el País Vasco (siglos XIV-XV) y del Grupo de Investigación Consolidado del Gobierno Vasco Sociedad, Poder y Cultura (siglos XIV-XVIII).
A informação sobre as suas publicações e actividades pode encontrar-se em 
http://www.medievalmodernaamerica.ehu.es/s0156-gispchom/es/

RAMÍREZ VAQUERO, Eloísa
Professora catedrática de História medieval na Universidade Publica de Navarra, pertence a diversos grupos de trabalho e de leitura de revistas, entre outros o Comité Scientifique des Semaines des Études Médiévales d’Estella ou o Annuaire des Études Médiévales. Lado a lado com temas ligados a uma renovação da história política do reino, interessa-se também pelo mundo urbano, pelas finanças e pelo património régio, para o período da Idade Média central e tardia. Paralelamente a estas actividades académicas, colabora frequentemente com actividades, de forma individual ou colectiva, que visam difundir e vulgarizar o saber pelo grande público.

SAMPAIO DA NÓVOA, Rita
Doutoranda em Arquivística Histórica na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa em co-tutela com a Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne. Mestre em História Medieval. A sua principal linha de investigação centra-se no estudo dos arquivos de família, interpretados simultaneamente como objectos de estudo em si mesmos, como instrumentos para a escrita da história da nobreza de Antigo de Regime e como exemplos privilegiados para reflectir acerca da relação entre a História e a Arquivística, entre os historiadores e as “fontes”.

PAZ MORO, Agurtzane
Bolseira de pré-doutoramento FPI no departamento de Historia Medieval, Moderna y de América da Facultad de Letras da UPV-EHU (Vitoria).
A sua tese de doutoramento centra-se no estudo da história medieval do mosteiro de monjas dominicanas de San Juan de Quejana (Álava), instituição estreitamente vinculada à linhagem dos Ayala.

ROSA, Maria de Lurdes
Doutorada em História medieval (EHESS – Paris/ UNL), Professora no Departamento  de História da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Membro do IEM (Instituto de Estudos Medievais), coord. do grupo de investigação « Construir a História Medieval: temas,  problemas, materiais» ; coord. e docente  do Mestrado em Ciências da Informação e da Documentação. Membro do CEHR (Centro de Estudos de História Religiosa) de l’Universidade Católica Portuguesa. Técnica  de arquivos, com vasta experiência de organização de arquivos históricos em Portugal e no estrangeiro. No campo dos arquivos de família publicou, nomeadamente - Arquivos de família, séc. XIII-XX: que presente, que futuro? (org.), Lisboa, IEM-CHAM-Caminhos Romanos, 2012; - “Elementos para o estudo dos usos da heráldica a partir da produção documental familiar (Portugal, sécs. XIV-XVI)” Heráldica de família - Estudos de heráldica medieval (coord., com Miguel Seixas), pp. 333-353, Lisboa, IEM-Caminhos Romanos, 2012; “Apresentação Arquivos de família: para um roteiro de temas e problemas”,  in Arquivos de família, séc. XIII-XX: que presente, que futuro? Mª de Lurdes Rosa (org.), pp. 15-30, Lisboa, IEM-CHAM-Caminhos Romanos, 2012; - Os espelhos e os seus outros lados. Inventários e gestão da informação documental do Viscondado de Vila Nova de Cerveira/ Marquesado de Ponte de Lima e família Brito-Nogueira, séculos XV-XIX, in  Arquivos de família, séc. XIII-XX: que presente, que futuro? Mª de Lurdes Rosa (org.), pp. 571-596, Lisboa, IEM-CHAM-Caminhos Romanos, 2012;  "Problemáticas históricas e arquivísticas actuais para o estudo dos arquivos de família portugueses (Épocas medieval e moderna), Revista de História da Sociedade e da Cultura, 9 (2009), pp. 9-42

SOUSA, Maria João da Câmara Andrade e
Doutoranda em Arquivística Histórica, mestre em História Moderna pela Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas.
Desenvolve maioritariamente a investigação à volta do seu arquivo familiar . A Tese de mestrado, cujas linhas versam sobre a história da família, estruturação linhagística, mobilidade social, elites e nobreza, faz a história do grupo familiar que produziu o arquivo entre os séculos XVI- XVIII. Na continuidade deste tema, a sua tese de doutoramento centra-se no estudo do mesmo arquivo de família, como um todo. Além de um estudo prosopográfico alargado, serão abordados temas como a produção documental ou o papel da documentação na afirmação do grupo familiar e o dos seus inventários nesse processo e na gestão documental.

To Figueras, Lluís
Professor de História Medieval na Universidade de Girona e director do Instituto de Investigação Histórica da mesma universidade. Anteriormente foi professor auxiliar na Universidade de Barcelona e mestre de conferências na Universidade François Rabelais de Tours. Entre as suas publicações, destacam-se Família i hereu a la Catalunya  nord-oriental (segles X-XII) (Publicacions de l’Abadia de Montserrat, 1997), e a edição, com Monique Bourin et François Menant, de Dynamiques du monde rural dans la conjoncture de 1300. Échanges, prélèvements et consommation en Méditerranée occidentale (École Française de Rome, 2014).  As suas investigações têm-se centrado nas estruturas de parentesco, na servidão, no povoamento e, mais recentemente, na comercialização e consumo de produtos texteis na Baixa Idade Média.
Mais detalhes em: http://www.udg.edu/tabid/11368/language/ca-ES/default.aspx
Contacto: Lluís To Figueras